Series

Roteiro da 7ª temporada de “Game of Thrones” revela um detalhe importante sobre a série

rei da noite game of thrones

Os fãs de Game of Thrones terão que esperar até 2019 para saber o resultado da série de televisão mais assistida dos últimos tempos.

Depois do incrível e incerto final de temporada, muitas perguntas permaneceram no ar – assim como em todos os finais da temporada – e parece que agora temos pelo menos alguma informação que irá esclarecer algumas dúvidas.

O roteiro do último capítulo da sétima temporada da série, baseado na saga de George RR Martin, foi apresentado para a indicação ao Emmy. O episódio intitulado “O dragão e o lobo” está disponível na página do prêmio e há algumas informações interessantes que dão um pouco de contexto a tantas incertezas.

Um deles é, por exemplo, que Beric Dondarrion e Tormund poderiam ter sobrevivido ao colapso do Muro, o que é uma ótima notícia. No entanto, há outros detalhes que surgem com a publicação deste livreto, com relação ao Viserion, o dragão que mais tarde pudemos ver sendo capturado pelos Vagantes Brancos.

Roteiro da 7ª temporada de "Game of Thrones" revela um detalhe importante sobre a série

Muitos pensavam que a imagem final de Viserion se assemelhava mais a um ser que estava se “decompondo” e que seria mais uma alma com dor do que um possível dragão de gelo renovado. No entanto, esta parte do roteiro mostra que, de fato, a criatura pode ter se tornado uma arma letal para os Vagantes.

A cena é esta: Tormund olha para cima e vê algo se movendo muito rápido pelo ar. “Ele se move tão rápido que não o vemos claramente e o Rei da Noite aparece rapidamente à nossa frente”:

“… batendo na parede com uma explosão de chama azul.

Tudo ao redor vira farelo e logo voa pra longe.

Um pedaço gigante da Muralha se abre muito à frente de Tormund. O dragão de gelo desliza e nós temos o primeiro vislumbre claro dele e do Rei da Noite atrás dele. Ele fez com Viserion o mesmo que fez como com os filhos de Craster. A única diferença é que eles eram bebês, e isso é um dragão”.


Outra grande questão que surgiu na época era que, se Viserion não tinha morrido e foi possível transformá-lo em um ser de gelo, será que não é necessário que uma pessoa ou criatura esteja viva para o Rei da Noite a converta para seu exército de vagantes? Isso dá um maior nível de ameaça que não tínhamos até agora.

Ainda teremos que esperar pelo final épico da saga em 2019. Enquanto isso, você pode reviver a cena final de ‘O Dragão e o Lobo’:

Deixe um comentário