Fintechs – A nova dor de cabeça dos bancos

Publicidade
0
711
Publicidade

Você precisa pagar contas? Transferir dinheiro? Fazer compras? Mas não tem tempo a perder com agências e com burocracia? A resposta para todas essas perguntas, com certeza é SIM. Grande parte dos brasileiros precisam diariamente fazer todas essas atividades, porém, na maioria delas se depara com um banco ou com uma financeira extremamente burocrática em que a primeira coisa que vêm a mente é: vou perder meu dia no banco!

Pensando nessa realidade muitos empreendedores vêm criando as chamadas fintechs. O nome é um acrônimo derivado do inglês financial (finanças) e technology (tecnologia), ou seja, são empresas que buscam na tecnologia, oferecer os mesmos serviços financeiros e ainda minimizar toda carga negativa gerada pelos bancos ou parte dela.

Quando se fala em fintechs, uma das primeiras e talvez a mais expressiva que vêm a mente é o Nubank, uma startup brasileira que oferece um cartão de crédito mastercard totalmente gratuito, sem anuidade, taxas de juros abaixo do mercado, presando sempre pelo bom atendimento e ainda totalmente gerenciável por um smartphone.

maxresdefault

Neste mesmo segmento atualmente foi lançado o Digio, que apresenta a mesma proposta que a startup anterior, porém com a bandeira Visa, administrado pelo banco CBSS – instituição financeira pertencente ao Elopar holding do Banco do Brasil e do Bradesco.

O Paypal que é utilizado principalmente para transferências de dinheiro e pagamentos funciona como uma intermediária entre empresa e cliente e protege o usuário quanto a possíveis fraudes.

Agora se você procura uma atividade mais próxima do que é exercida pelos bancos, podemos citar o Intermedium e o Banco Neon. O primeiro oferece os mesmos serviços de um banco, porém todo o processo de abertura de conta é realizado pela internet ou smartphone e por ser totalmente digital e não possuir taxas de manutenção, seus clientes podem fazer transações ilimitadas desde que se utilizem de meios eletrônicos. O segundo, também oferece os mesmos serviços porém possuem algumas taxas, que ainda são menores que as dos bancos tradicionais.

Pra quem não sabe, os bancos oferecem hoje uma conta 100% eletrônica, as denominadas contas digitais, que são isentas de taxas, e possuem uma cesta de serviço também gratuitas desde que se utilizem de meios digitais. Atualmente os seguintes bancos possuem esta modalidade de conta: Banco do Brasil, Santander, Itaú e Bradesco. Essa modalidade de serviço está regulamentada pela resolução 3919 de 2010 (BACEN), porém muitos desses bancos insistem em “esconder” essa modalidade uma vez que eles não possuem vantagem (para o banco) em abrir esse tipo de conta.

A tecnologia vem permitindo, aliado a concorrência, o aumento dessas startups que se mostram muitas vezes uma excelente alternativa para aqueles que estão cansados da burocracia e que optam pela simplicidade e pela agilidade no manejo de suas atividades financeiras. Nós que somos antenados com a tecnologia temos um grande aliado para enfrentar o engessado e burocrático mundo dos bancos – não mais ficando refém das tradicionais instituições financeiras brasileiras.

Gostou do artigo? Não esquece de curtir e de compartilhar nas redes sociais!