YouTube só vai monetizar canais com mais de 10 mil visualizações

Publicidade
0
297
Publicidade

Há cinco anos, o YouTube abriu seu programa de parceria para todos. Isso foi uma grande notícia para muito gente, pois significava que qualquer um poderia assinar o contrato do serviço, começar a publicar vídeos e, imediatamente, ganhar dinheiro!!!

Este modelo ajudou o YouTube a crescer e se tornar a maior plataforma de vídeos da internet, mas também conduziu a alguns problemas. As pessoas estavam criando contas em que publicavam conteúdo de terceiros, como grandes gravadoras ou estúdios de cinema e outros criadores populares do YouTube e ganhando em cima deles.

Para a surpresa de muitos, o YouTube anunciou nesta sexta-feira (07) – em seu blog oficial, que está fazendo mudanças no sistema de monetização para proteger os criadores, evitar abusos e brecar os casos de pessoas fazendo re-upload de vídeos de outros canais com a única finalidade de lucrar.

A partir de hoje, a empresa não vai mais monetizar vídeos de canais até que eles alcancem 10 mil visualizações ao longo de sua existência. Isso não quer dizer que um único vídeo precisa ter mais de 10 mil visualizações, e sim que o canal como um todo precisa alcançar essa meta.

O lucro conseguido até dia 6 de abril por canais com menos de 10 mil visualizações não será afetado.

+ Novo golpe na internet promete ovo de Páscoa da Kopenhagen grátis

Segundo Ariel Bardin, vice presidente de gerenciamento de produtos do Youtube, isso vai permitir verificar mais de perto os canais que estão dentro das normas da empresa:

“Esse novo limite nos dá informação suficiente para determinar a validade de um canal. Isso também nos permite confirmar se o canal está seguindo o guia da comunidade e a política de propagandas. Ao colocar o limite em 10 mil visualizações, nós também garantimos que haverá um impacto minimo nos nossos criadores iniciantes.”

+ Não deixe de conferir outras novidades da tecnologia aqui no Jerimum!

Neste sino do lado inferior esquerdo, você se inscreve pra não perder nenhuma notícia do nosso site, assim você ficará sempre por dentro das últimas notícias do mundo geek ou se preferir curta nossa página no Facebook.