Top 10 animes trágicos

Publicidade
0
719
top 10 animes trágicos
Publicidade

Pode parecer estranho, mas o psicológico humano gosta de acompanhar um drama, daqueles bem tristes e sofridos. Pode não parecer mas alguns animes são capazes de estraçalhar nossos corações com histórias que nos fazem derramar lágrimas sem parar. Aqui vai uma lista com 10 clássicos que vale a pena conhecer ou assistir de novo.

1. Clannad: After Story

Clannad é uma visual novel criada pela companhia de software Key. O anime em que foi baseado foi produzido pelo estúdio Kyoto Animation, teve 24 episódios exibidos entre outubro de 2008 e março de 2009, dirigido por Tatsuya Ishihara e contou a história de Tomoya e Nagisa, que se casam e têm uma filha chamada Ushio. Mas quando a tragédia ataca, Tomoya entra em uma profunda depressão que leva a uma relação tensa com sua família.

2. Ano Hi Mita Hana no Namae wo Bokutachi wa Mada Shiranai (Anohana)

Jinta Yadomi está vivendo pacificamente como um recluso, gastando seus dias longe da escola e jogando videogames em casa. Em um dia quente de verão sua amiga de infância, Meiko “Menma” Honma, aparece e incomoda-o para conceder um desejo esquecido. Ele não lhe dá atenção, o que a irrita, mas ele realmente não se importa. Afinal, Menma já morreu anos atrás.

No início, Jinta pensa que ele está apenas tendo alucinações devido ao calor do verão, mas ele se convence mais tarde de que o que ele vê é realmente o fantasma de Menma. Jinta e seu grupo de amigos de infância se separaram depois de sua morte prematura, mas se unem mais uma vez enquanto tentam colocar o espírito de Menma para descansar. Revivendo sua dor e culpa, eles serão capazes de encontrar a força para ajudar não só Menma a se mover, mas eles próprios também?

3. Hotaru no Haka (Grave of the Fireflies /Túmulo dos Vaga-Lumes)

Uma média de 10 entre 10 fãs de animes tristes elegem Hotaru no Haka como um dilacerador de corações impiedoso. Produzido em 1988, é outra obra-prima dos estúdios Ghibli. Dirigida por Isao Takahata e com participação discreta de Hayao Miyazaki, irá prender você em seus 90 minutos de duração.

Seita e Setsuko são irmãos que passam por vários apuros durante a parte final da Segunda Guerra Mundial. Entre brincadeiras e diversões eles vivem a dura vida daqueles que ficaram para trás, nas cidades atacadas pelos bombardeiros aéreos. Seita é um adolescente tentando ser responsável e cuidando da sua irmã, último pedido de sua mãe antes de morrer. Setsuko é muito nova, gosta de drops e de brincar de correr. Agitada como toda criança de sua idade, Setsuko vai ter que aprender a lidar com a perda desde muito nova.

É preciso ter muito estômago para ver esse filme. A gente acaba se apegando aos personagens. Vendo eles passarem por tantas perdas, faz com que nós desejemos vê-los vencer. Túmulo dos Vagalumes é uma crítica contumaz à guerra e à violência que ela traz para a vida das pessoas. É um filme diferente, lindíssimo, porém, ao mesmo tempo, belamente horrendo e aterrorizante.

4. Fate/Zero

Sombrio, maduro e cruel. Fate/Zero tem o dedo de Gen Urobuchi na história. Teve direção de Ei Aoki e foi produzido pelo estúdio Ufotable em duas temporadas: a primeira em outubro de 2011 com 13 episódios e a segunda em abril de 2012 com 12 episódios, todas disponíveis no Crunchyroll. A obra consiste de um prequel da famosa visual novel Fate/stay night da Type-moon, adaptada para anime pelo Estúdio DEEN em 2006. Então, os fatos narrados em Fate/Zero ocorrem anos antes de Fate/stay night.

Fate/Zero narra a quarta Guerra pelo Santo Graal de Fuyuki, que ocorre dez anos antes dos fatos narrados em Fate/stay night. A Guerra pelo Santo Graal (ou Cálice Sagrado) consiste em uma batalha entre sete Magos, sendo cada um mestre de um Espírito Heróico. Trata-se de um battle royale: o último a sobreviver se torna o vencedor e possuidor do poder do Cálice Sagrado.

5. Shigatsu wa Kimi no Uso

O prodígio pianista Kousei Arima dominou a competição musical e se tornou famoso entre os músicos infantis apesar de possuir um estilo musical controverso. Depois da morte de sua mãe (e rigorosa instrutora) Kousei Arima teve um colapso mental durante a realização de um recital de piano quando tinha apenas onze anos. Como resultado, ele não é mais capaz de ouvir o som do seu piano, embora sua audição esteja perfeitamente boa. Dois anos depois, Kousei não toca mais piano e vê o mundo em monótono, sem qualquer talento ou cor.

Ele resignou-se a viver a sua vida com seus bons amigos, Tsubaki e Watari, até que, um dia, uma menina muda tudo. A linda Kaori Miyazono, uma violinista de espírito livre cujo estilo de tocar reflete sua personalidade, ajuda Kousei a regressar ao mundo da música e mostrar que ele deve ser livre, quebrando o molde rígido construido por sua mãe que Kousei estava acostumado.

6. Angel Beats!

Angel Beats! é um anime de 13 episódios (exibidos entre abril e junho de 2010) produzido pelo estúdio P.A.Works e Aniplex, sendo dirigido por Seiji Kishi. A história foi originalmente concebida por Jun Maeda, que também escreveu o roteiro e compôs a música com o grupo Anant-Garde Eyes.

A história se passa em uma escola de “vida após a morte”. Situado em algum lugar entre o Céu e a Terra, o local serve para que as almas aprendam a abandonar as suas tristezas e arrependimentos antes de desaparecer e reencarnar em uma nova vida. Acontece, que quando o aluno desaparece, ninguém sabe, exatamente, para onde ele vai. Por conta disso, alguns alunos “se rebelam” formando um grupo de rebeldes. Yuri, a líder do grupo, luta contra um Deus que a destinou a ter uma vida sem propósito. Do outro lado, temos a presidente do conselho estudantil, lutando contra o batalhão dos rebeldes. É nesse cenário que Otonashi, um jovem sem memória, se vê ao acordar no colégio.

7. Basilisk

O enredo do anime se passa no ano de 1614, auge do Japão Feudal, logo após Ieyasu Tokugawa, para resolver a disputa pela sucessão do Xogunato, quebrar um acordo de paz feito entre os clãs rivais de Tsubagakure Iga e de Manjidani Kouga. O rompimento do acordo inicia no Japão um grande derramamento de sangue.

A guerra começa no momento em que acontecia um casamento entre os futuros líderes dos dois lados (Gennosuke de Kouga e Oboro de Iga), o qual firmaria a paz entre os clãs. Por esse motivo, os dois são tragados por traições, armadilhas, dilemas, ódios e amores reprimidos; causando dúvidas entre qual caminho eles deviam seguir: o de cumprir o dever para com o clã ou o de ignorar a guerra pelo amor.

Para resumir, Basilisk é uma historia tipo Romeu e Julieta com ninjas e mortes sangrentas. E claro, a questão política do antigo Japão. Por ser uma obra muito bem contada, com elementos bem interessantes, vale muito a pena conferir.

8. Katanagatari

Baseado no mangá de Nisio Isin, foi dirigido por Keitarou Motonaga e produzido pelo estúdio White Fox (Re:Zero), teve 12 episódios de 50 minutos cada exibidos entre janeiro e dezembro de 2010 (o anime foi exibido pelo período de um ano, sendo um episódio por mês).

Conta a história de Yasuri Shichika, um espadachim que luta sem espada, e Togame, estrategista ambiciosa que visa coletar doze espadas lendárias para o shogunato. Yasuri Shichika é o sétimo mestre do estilo Kyotoryuu, e vive isolado em Fushou com sua irmã, Nanami. A pedido do Togame, Shichika e ela partem em uma viagem através da era Edo do Japão para recolher os doze espadas lendárias.

9. Rurouni Kenshin: Meiji Kenkaku Romantan – Tsuioku-hen (Trust & Betrayal – OVA)

OVA de 4 episódios da saga Rurouni Kenshin (Samurai X) produzidos entre fevereiro e setembro de 1999 pelo estúdio Deen, é baseado na obra de Nobuhiro Watsuki e foi dirigido por Kazuhiro Furuhashi.

Quando a selvageria da humanidade supera seu medo da morte, há pouca esperança para aqueles que desejam viver vidas honestas. Sob a lua cheia, um rapaz testemunha o assassinato dos bandidos que o escravizaram, e então é batizado com um novo nome pelo homem que o resgatou. Este menino é Shinta, agora conhecido como Kenshin Himura, e ele está destinado a se tornar um espadachim. A suavidade de seu coração não cabe à ocupação, mas seu desejo de proteger os inocentes é absoluto.

Rurouni Kenshin: Meiji Kenkaku Romantan – Tsuioku-hen detalha as origens do homem que iria levar o nome de Hitokiri Battousai muito antes de fazer seu juramento de não matar e antes de ganhar sua reputação como um assassino. O coração do jovem é dividido entre justiça e corrupção, enquanto o destino de uma nação repousa em suas ações.

10. Fullmetal Alchemist

Ainda crianças, Edward e Alphonse Elric perderam sua mãe. Os irmãos, então, decidem usar seus conhecimentos para tentar quebrar o maior tabu da Alquimia: a transmutação humana. Mas a tentativa dá errado. Ed perde seu braço direito e sua perna esquerda. Já Al perde seu corpo por inteiro e só não desaparece de vez por que seu irmão conseguiu fixar sua alma em uma armadura de metal. É a lei máxima da Alquimia, a “Lei da Troca Equivalente”.
Assim começa a saga dos irmãos Elric. Agora usando automails, próteses mecânicas implantadas no lugar dos membros perdidos, Ed parte ao lado de Al em busca da lendária Pedra Filosofal, a qual, reza a lenda, amplia os poderes de um Alquimista.
Tornando-se um “cão do exército” Ed e Al saem em busca de seus objetivos, enfrentando o poderoso grupo dos homúnculos em seu caminho, e descobrindo que nem tudo era como imaginavam.

Você conhece mais algum anime heartbreaker que não está nesta lista? Comenta aí!

+Confira mais novidades de animes aqui no Jerimum!

Neste sino do lado inferior esquerdo, você se inscreve pra não perder nenhuma notícia do nosso site, assim você ficará sempre por dentro das últimas notícias do mundo geek ou se preferir curta nossa página no facebook.